PESQUISA / SUGESTÕES
RECEBA INFORMAÇÕES
Blog CEMPI
17 de Julho de 2019

Relembre os congressos da categoria ao longo da história

 

I Congresso do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo e Diadema
(Reprodução da Tribuna Metalúrgica, edição 25, de outubro de 1974)

1974

O I Congresso do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo e Diadema aconteceu em setembro de 1974, na Sede, com a participação de 250 delegados. Em plena vigência da ditadura militar, a atividade foi considerada ousada porque qualquer iniciativa do movimento sindical era interpretada como promoção à organização dos trabalhadores.

 

II Congresso do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo e Diadema em 1976 (Arquivo CEMPI/SMABC)

1976

Em setembro de 1976, ainda sob o regime da ditadura militar, realizou-se na Sede o II Congresso do Sindicato com 250 delegados, marcado pela forte presença de agentes da repressão militar infiltrados entre os trabalhadores. Os debates se deram em torno das resoluções do I Congresso para aprofundar a aplicação das diretrizes estabelecidas.

 

III Congresso do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo e Diadema em 1978 (Arquivo CEMPI/SMABC)

1978

“Estrutura Sindical Brasileira” foi tema do III Congresso em outubro de 1978, no Guarujá, litoral paulista. Destacou-se o movimento grevista, as manifestações pela redemocratização do País e a campanha pela reposição salarial dos 34,1%. O movimento sindical também iniciou a construção das Comissões de Fábrica e da Central Única dos Trabalhadores, a CUT.

 

1983
Após cinco anos de sucessivos adiamentos, aconteceu o IV Congresso em julho de 1983. Previsto para ser realizado em dois finais de semana em Piracicaba, interior paulista, o Congresso não pode ser concluído. Metalúrgicos iniciam greve em solidariedade aos petroleiros e o Sindicato sofre, pela quarta vez, intervenção federal.

 

1987
Os metalúrgicos de São Bernardo do Campo e Diadema abriram o V Congresso em agosto na Sede, sob o tema “Conjuntura Nacional, Sindical e Formas de Luta”. Reuniões por fábrica elegeram 400 delegados. Uma das decisões foi manter a categoria em estado de alerta para pressionar parlamentares e garantir os direitos da categoria nas votações da Assembleia Constituinte.

 

1991
Realizado com a participação de 510 delegados, o VI Congresso tomou decisões para trabalhadores em todo o País. A unificação dos Metalúrgicos do ABC foi uma das decisões mais importantes, junto ao compromisso de fortalecer a Comissão de Mobilização, a transformando em instância aberta a toda a categoria.

 

1º Congresso do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC em 1993 (Foto: Raquel Camargo)

1993

Com a unificação, o nome do Sindicato passou a ser Metalúrgicos do ABC. Por isso, este é considerado o 1º Congresso da categoria. Participaram mais de 600 delegados eleitos de 1.500 fábricas em 40 dias de debates e 22 teses. O Congresso foi marcado por um manifesto pelo fim da corrupção e uma ameaça de greve.

 

2º Congresso do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC em 1996 (Foto: Raquel Camargo)

1996

O 2º Congresso contou com a participação de mais de 500 delegados e uma nova metodologia para ampliar a participação dos trabalhadores nos debates sobre os temas. Uma das resoluções foi a formação da diretoria, que passou de 64 para 200 integrantes, a partir da criação dos Comitês Sindicais de Empresa como interlocutores do Sindicato no local de trabalho.

 

3º Congresso do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC em 1999 (Arquivo CEMPI/SMABC)

1999

O 3º Congresso discutiu o enfrentamento aos desafios da política neoliberal e de desemprego regional a 22% com o fortalecimento do Sindicato nos locais de trabalho. Um dos principais eixos foi a consolidação da organização dos Comitês Sindicais de Empresa. Foi decidida ainda a criação da União de Solidariedade entre Cooperativas, a Unisol.

 

4º Congresso do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC em 2003 (Arquivo CEMPI/SMABC)

2003

O 4º Congresso teve a participação de 713 delegados que definiram propostas para o Fórum Nacional do Trabalho. O objetivo foi apresentar um anteprojeto de reforma sindical para levar ao Congresso Nacional. Também aprovou que a reforma trabalhista contemplasse a redução da jornada de trabalho e a demissão arbitrária.

 

5º Congresso do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC em 2005 (Foto: Raquel Camargo)

2005

O 5º Congresso reuniu mais de 500 delegados e definiu um plano de lutas com o objetivo de garantir crescimento econômico com distribuição de renda. Foi decidido retomar o Plano de Sete Metas para o desenvolvimento do setor automotivo. Também foi decidida a criação de um meio de comunicação regional.

 

6º Congresso do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC em 2008 e 2009 (Foto: Raquel Camargo)

2008

O 6º Congresso dos Metalúrgicos do ABC definiu como primeiro desafio adotar a Agenda do Trabalho Decente no setor metalúrgico. A atividade aconteceu em setembro de 2008. Segundo participantes, a luta do Sindicato foi assegurar remuneração adequada e proteção social, igualdade e direito à representação sindical e negociação.

 

7º Congresso do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC em 2011 (Foto: Raquel Camargo)

2011

Em novembro, o 7º Congresso “Luiz Inácio Lula da Silva” homenageou o ex-presidente que, na época, combatia um câncer. Em uma prova de que o projeto progressista do governo Lula seguia firme na gestão Dilma Rousseff, ministros contribuíram para que as resoluções ficassem ainda mais fortalecidas em um contexto nacional e global.

 

8º Congresso do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC em 2015 (Foto: Adonis Guerra)

2015
O 8º Congresso dos Metalúrgicos do ABC foi realizado entre os dias 14 e 16 de maio de 2015 com o tema Democracia e Participação. Cerca de 800 delegados debateram as resoluções, entre elas a luta pelo Programa de Proteção ao Emprego, o PPE; pela Renovação da Frota de Caminhões; e contra o projeto de lei da terceirização irrestrita.

 

CEMPI – Centro de Memória, Pesquisa e Informação do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC

 

00
comentários para esta matériaCOMENTAR
Posts - CEMPI

14/08/2019 - Mobilização na Brastemp suspende demissões em 1992

07/08/2019 - Da CONCLAT à CUT (com documentário)

31/07/2019 - 48 anos de Tribuna: Um jornal para conversar com o trabalhador

26/07/2019 - TVT: Comissão de Fábrica na Ford no programa Memória e Contexto

23/07/2019 - 21 de julho de 1981: A conquista da Comissão de Fábrica na Ford (TRIBUNAS)

17/07/2019 - Relembre os congressos da categoria ao longo da história

16/07/2019 - 48 anos de Tribuna: (re) contando a história

11/07/2019 - Máquina parada, Anchieta ocupada! ABC pressiona contra a reforma da previdência em 1998

10/07/2019 - Se não fosse o Sindicato... a história do reintegrado ao emprego e à vida

04/07/2019 - Trabalhadores na Mercedes conquistam jornada de 40 horas em 1999

28/06/2019 - Campanha Salarial 1985: A conquista da redução da jornada de trabalho

19/06/2019 - Lucio Bellentani, lutador das boas causas. PRESENTE!

18/06/2019 - Alunos do Senai efetivados na Volks em 2011

17/06/2019 - O ABC da Copa

13/06/2019 - GREVE GERAL: A grande conquista do dia 21 de julho de 1983

06/06/2019 - As máquinas pararam e os trabalhadores começaram a cantar

04/06/2019 - O dia a dia da Campanha Salarial de 1982

03/06/2019 - Há 25 anos: Guiba assume presidência do Sindicato

30/05/2019 - Bombas e tiros atingem metalúrgicos do ABC durante ato em 1998

24/05/2019 - 1.500 trabalhadores na Mercedes protestam contra terceirização em 1992

15/05/2019 - Após 35 dias, acaba a greve na Autolatina em maio de 1991

14/05/2019 - Presstécnica: 30 anos da vitória do direito de greve

10/05/2019 - Vozes da categoria: João Ferrador e a Coluna do Sombra

09/05/2019 - Campanha de sindicalização 1998: Sindicato, uma questão de classe

06/05/2019 - 25 anos: Criada Comissão de Fábrica na Brastemp

23/04/2019 - Sindicato, o escudo do trabalhador

22/04/2019 - CNM-CUT: 27 anos de luta à frente dos metalúrgicos em todo o País

18/04/2019 - Mahle: 20 anos da última Comissão de Fábrica e a política permanente de negociação

16/04/2019 - Sindicalização: Um gesto de autodefesa

15/04/2019 - A volta do João Ferrador

09/04/2019 - Sindicato no chão de fábrica: 20 anos dos Comitês Sindicais de Empresa

08/04/2019 - FEM-CUT nasce em 1992

05/04/2019 - 30 anos: Batalha de Piraporinha marca a greve de 1989

04/04/2019 - O candidato operário

03/04/2019 - Marcha de Brasília reúne 100 mil em abril de 1997

02/04/2019 - Câmara Setorial: iniciativa que ficou conhecida como fórum tripartite

01/04/2019 - 55 anos do golpe: A intervenção no ABC

29/03/2019 - 1964-2019: A resistência metalúrgica na ditadura

28/03/2019 - SUR na Scania: Sistema Único de Representação completa 23 anos

27/03/2019 - Parte 3: Criação da Associação Beneficente e Cultural do Fundo de Greve

26/03/2019 - Parte 2: Fundo de Greve X intervenção no Sindicato

25/03/2019 - Parte 1: 40 anos do Fundo de Greve na prática

22/03/2019 - Vigília em Defesa da Previdência reúne duas mil pessoas no Sindicato em 1995

21/03/2019 - João Ferrador e o zap zap

19/03/2019 - Na fábrica e nas ruas. A luta continua contra o fim da aposentadoria

18/03/2019 - Essas trabalhadoras querem viver melhor

15/03/2019 - Dicas de leitura: Mulheres!

14/03/2019 - Djalma Bom e a greve geral de 1979

13/03/2019 - 40 anos da primeira greve geral dos metalúrgicos do ABC

12/03/2019 - Lugar de mulher também é na luta

11/03/2019 - I Congresso das Mulheres Metalúrgicas completa 41 anos na categoria

Sindicato dos Metalúrgicos do ABC
Rua João Basso, 231 - CEP 09721-100
Centro - São Bernardo do Campo/SP
TRIBUNA METALÚRGICA


VEJA TODAS AS EDIÇÕES
Buscar por Nº: