PESQUISA / SUGEST�ES
RECEBA INFORMAÇÕES
Blog CEMPI
18 de Setembro de 2019

Campanha Salarial 1989 - Uma base metalúrgica boa de briga

Reprodução da Tribuna da Greve de 28 de abril de 1989. Durante ato no Paço Municipal de São Bernardo, metalúrgicos de São Bernardo do Campo e Diadema marcaram com os corpos o índice reinvindicado na luta, 84,18%.

 

Tiro, porrada e bomba. 1989 conta a história de uma greve de Campanha Salarial dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo e Diadema sangrenta e de uma classe trabalhadora que se une nas lutas.

Com a inflação elevada e os salários baixos, o Sindicato começou a esquentar a campanha salarial logo nos primeiros dias de janeiro. Após anúncio de um novo plano econômico, o Plano Verão – o terceiro do governo José Sarney – os salários teriam reajuste em janeiro sobre a Unidade de Referência de Preços, a URP, de 26,05%. O pacote também iria reajustar o salário em fevereiro pela média dos salários recebidos em janeiro e dezembro de 1988. Mas no caso dos metalúrgicos, não haveria reajuste depois da aplicação da URP de janeiro.

Dentro da pauta de reivindicações, o Sindicato defendia reposição salarial de 84,18% e aumento real de 15%. Na primeira rodada de negociações, os patrões avisaram que não concordavam com o Contrato Coletivo de Trabalho, as comissões permanentes de negociação e a unificação da data-base propostas pelo Sindicato.

A greve começou no dia 19 de abril e, até às 20h daquele dia, 100 mil metalúrgicos de 75 fábricas na base cruzaram os braços. O Tribunal Regional do Trabalho, o TRT, tinha decidido pelo índice de 29%. Como em 1978, os trabalhadores entraram normalmente nas fábricas, mas nenhuma máquina foi ligada. Pelos cantos, rodas de metalúrgicos fazendo suas contas e analisando a proposta do TRT. A lamentar, a repressão policial em Diadema. Na Papaiz, a fábrica foi cercada por dentro e fora por policiais e seguranças, onde duas cipeiras foram suspensas por três dias porque estavam conversando com os trabalhadores.

No dia 27 seguinte, aos milhares, metalúrgicos da base saíram às ruas e, em grande ato de unidade, marcaram com os corpos o índice reinvindicado na luta no Paço Municipal de São Bernardo. Logo os patrões do Sinfavea (montadoras) e Sindipeças (autopeças) apresentaram proposta de 45% de reajuste sobre os salários de janeiro e comprometeram-se a abrir novas negociações em 1º de julho para avaliação de novo reajuste.

No dia 2 de maio, reunidos no Paço Municipal na maior assembleia da categoria realizada desde 1980, metalúrgicos rejeitaram a proposta e marcaram nova assembleia para o dia 5 de maio, também no Paço Municipal. Nesse dia, encerrada a assembleia, realizaram uma grande passeata até o largo de Piraporinha onde, em frente à fábrica Arteb, houve um violento confronto entre a polícia militar e os trabalhadores, com vários companheiros baleados. O episódio ficou conhecido como Batalha de Piraporinha.

Nas montadoras, a greve é encerrada no dia 10 de maio, mas trabalhadores em outras fábricas continuaram tentando acordo por empresa. Até a segunda quinzena de junho, a mobilização prosseguia e novas assembleias definiram a pauta de reivindicações que incluía reposição salarial. Das reivindicações aprovadas, reajustes entre 57,79 e 111,34% para recuperação do poder de compra.

Nas negociações entre cinco sindicatos patronais e o Departamento dos Metalúrgicos da CUT, chegou-se a uma proposta no dia 5 de julho, que foi aprovada pelos trabalhadores nas empresas representadas pelos sindicatos envolvidos.

CEMPI – Centro de Memória, Pesquisa e Informação do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC

00
comentários para esta matériaCOMENTAR
Posts - CEMPI

10/10/2019 - Vigília com cinco mil pessoas exige dignidade para crianças e adolescentes em 1993

04/10/2019 - A casa é nossa! 46 anos da Sede do Sindicato em São Bernardo

26/09/2019 - Mercedes - Trabalhadores e Sindicato entregam projeto Qualidade de Vida em 1994

18/09/2019 - Campanha Salarial 1989 - Uma base metalúrgica boa de briga

11/09/2019 - Mujica no Sindicato (vídeo): Só se muda o mundo com projetos coletivos

05/09/2019 - Meneguelli: a luta e articulação pela criação da CUT (vídeo)

04/09/2019 - Intervenção e assembleia marcam luta em 1994 por reposição salarial

27/08/2019 - A caminho da CUT (com documentário)

22/08/2019 - A origem da TV dos Trabalhadores, a TVT

14/08/2019 - Mobilização na Brastemp suspende demissões em 1992

07/08/2019 - Da CONCLAT à CUT (com documentário)

31/07/2019 - 48 anos de Tribuna: Um jornal para conversar com o trabalhador

26/07/2019 - TVT: Comissão de Fábrica na Ford no programa Memória e Contexto

23/07/2019 - 21 de julho de 1981: A conquista da Comissão de Fábrica na Ford (TRIBUNAS)

17/07/2019 - Relembre os congressos da categoria ao longo da história

16/07/2019 - 48 anos de Tribuna: (re) contando a história

11/07/2019 - Máquina parada, Anchieta ocupada! ABC pressiona contra a reforma da previdência em 1998

10/07/2019 - Se não fosse o Sindicato... a história do reintegrado ao emprego e à vida

04/07/2019 - Trabalhadores na Mercedes conquistam jornada de 40 horas em 1999

28/06/2019 - Campanha Salarial 1985: A conquista da redução da jornada de trabalho

19/06/2019 - Lucio Bellentani, lutador das boas causas. PRESENTE!

18/06/2019 - Alunos do Senai efetivados na Volks em 2011

17/06/2019 - O ABC da Copa

13/06/2019 - GREVE GERAL: A grande conquista do dia 21 de julho de 1983

06/06/2019 - As máquinas pararam e os trabalhadores começaram a cantar

04/06/2019 - O dia a dia da Campanha Salarial de 1982

03/06/2019 - Há 25 anos: Guiba assume presidência do Sindicato

30/05/2019 - Bombas e tiros atingem metalúrgicos do ABC durante ato em 1998

24/05/2019 - 1.500 trabalhadores na Mercedes protestam contra terceirização em 1992

15/05/2019 - Após 35 dias, acaba a greve na Autolatina em maio de 1991

14/05/2019 - Presstécnica: 30 anos da vitória do direito de greve

10/05/2019 - Vozes da categoria: João Ferrador e a Coluna do Sombra

09/05/2019 - Campanha de sindicalização 1998: Sindicato, uma questão de classe

06/05/2019 - 25 anos: Criada Comissão de Fábrica na Brastemp

23/04/2019 - Sindicato, o escudo do trabalhador

22/04/2019 - CNM-CUT: 27 anos de luta à frente dos metalúrgicos em todo o País

18/04/2019 - Mahle: 20 anos da última Comissão de Fábrica e a política permanente de negociação

16/04/2019 - Sindicalização: Um gesto de autodefesa

15/04/2019 - A volta do João Ferrador

09/04/2019 - Sindicato no chão de fábrica: 20 anos dos Comitês Sindicais de Empresa

08/04/2019 - FEM-CUT nasce em 1992

05/04/2019 - 30 anos: Batalha de Piraporinha marca a greve de 1989

04/04/2019 - O candidato operário

03/04/2019 - Marcha de Brasília reúne 100 mil em abril de 1997

02/04/2019 - Câmara Setorial: iniciativa que ficou conhecida como fórum tripartite

01/04/2019 - 55 anos do golpe: A intervenção no ABC

29/03/2019 - 1964-2019: A resistência metalúrgica na ditadura

28/03/2019 - SUR na Scania: Sistema Único de Representação completa 23 anos

27/03/2019 - Parte 3: Criação da Associação Beneficente e Cultural do Fundo de Greve

26/03/2019 - Parte 2: Fundo de Greve X intervenção no Sindicato

25/03/2019 - Parte 1: 40 anos do Fundo de Greve na prática

22/03/2019 - Vigília em Defesa da Previdência reúne duas mil pessoas no Sindicato em 1995

21/03/2019 - João Ferrador e o zap zap

19/03/2019 - Na fábrica e nas ruas. A luta continua contra o fim da aposentadoria

18/03/2019 - Essas trabalhadoras querem viver melhor

15/03/2019 - Dicas de leitura: Mulheres!

14/03/2019 - Djalma Bom e a greve geral de 1979

13/03/2019 - 40 anos da primeira greve geral dos metalúrgicos do ABC

12/03/2019 - Lugar de mulher também é na luta

11/03/2019 - I Congresso das Mulheres Metalúrgicas completa 41 anos na categoria

Sindicato dos Metalúrgicos do ABC
Rua João Basso, 231 - CEP 09721-100
Centro - São Bernardo do Campo/SP
TRIBUNA METALÚRGICA


VEJA TODAS AS EDIÇÕES
Buscar por Nº: