PESQUISA / SUGESTÕES
RECEBA INFORMAÇÕES

26 de Janeiro de 2011 | Notícias | Movimento sindical

Nova Direção do Sindicato de Itaquá será empossada na sexta

É a primeira vez na história do ramo metalúrgico cutista no estado de São Paulo que uma mulher torna-se presidente de uma entidade sindical


Viviane é a primeira presidenta cutista dos metalúrgicos no estado de São Paulo

Na sexta-feira, dia 28, acontece a cerimônia de posse da nova diretoria do Sindicato dos Metalúrgicos de Itaquaquecetuba – mandato 2011-2015. A trabalhadora da empresa metalúrgica JF Cromo da cidade de Itaquaquecetuba, que produz peças cromáticas em aço,  Viviane Maria de Souza (foto), será empossada a presidência do Sindicato dos Metalúrgicos.

É a primeira vez na história do ramo metalúrgico cutista que uma mulher torna-se presidente de uma entidade sindical.   “É muito gratificante desempenhar este papel. Faço parte da Direção do Sindicato há oito anos e temos desenvolvido muitas ações em prol da categoria”, conta.

Credibilidade
A futura presidente disse que a maior conquista do Sindicato de Itaqua foi o resgate da credibilidade e a confiança da categoria. “Quando assumimos a imagem do Sindicato era ruim. Hoje, esta mentalidade mudou, demolimos aquele Sindicato sujo e construímos um Sindicato que respeita e valoriza os trabalhadores”, explica.
 
OLT
A futura presidente continuará os projetos iniciados pelo atual presidente Aparecido Ribeiro de Almeida (Magrão), que na nova Direção exercerá o cargo de vice-presidente. Uma das ações é a ampliação da Organização nos Local de Trabalho (OLT) por meio da criação dos Comitês Sindicais nas fábricas da região. Outras prioridades serão a construção da Colônia de Férias para a categoria em Bertioga e a melhoria no atendimento aos associados.

“Independente que eu seja mulher, goste de passar baton, usar salto alto, conduzirei o Sindicato com o compromisso de honrar e defender os direitos dos trabalhadores e das trabalhadoras”, finalizou.

O Sindicato dos Metalúrgicos de Itaquaquecetuba representa cerca de 10 mil metalúrgicos e a maioria das empresas na região são ligadas ao setor de Fundição.

Da FEM/CUT-SP

00
comentários para esta matériaCOMENTAR
Sindicato dos Metalúrgicos do ABC
Rua João Basso, 231 - CEP 09721-100
Centro - São Bernardo do Campo/SP
TRIBUNA METALÚRGICA