PESQUISA / SUGESTÕES
RECEBA INFORMAÇÕES
8 de Junho de 2018 | Notícias

Sindicato quer o cumprimento dos acordos na IGP

Fotos: Edu Guimarães

O presidente do Sindi­cato, Wagner Santa­na, o Wagnão, se reu­niu ontem com o presidente da IGP, em Diadema, para propor uma solução negociada aos 48 trabalhadores demitidos que tiveram os acordos desrespei­tados pela empresa.

“Queremos abrir um canal de diálogo para construir alter­nativas para cada um que está na luta por seus direitos. Bus­camos uma saída negociada e a empresa se comprometeu a dar uma resposta na próxima semana”, afirmou Wagnão.

Depois da reunião, o presiden­te do Sindicato conversou com os companheiros que estão acampados desde o dia 7 de maio na porta da fábrica.

A IGP rompeu o acordo re­alizado em 2014 com cerca de 100 metalúrgicos com estabili­dade no emprego por doenças ou acidentes de trabalho. Pelo acordo, os trabalhadores rece­beriam os valores negociados até os prazos mínimos para aposentadoria.

No ano passado, a direção da fábrica alegou uma denún­cia no Ministério Público do Trabalho e entrou com ação na Justiça do Trabalho de que o acordo já estava cumprido. Há quase quatro meses, o depósito passou a ser feito pela empresa em uma conta judicial.

Em solidariedade aos com­panheiros acampados, os tra­balhadores na IGP aprovaram no dia 25 de maio o desconto de uma hora no salário no mês de junho. Os Metalúrgicos do ABC realizaram uma arreca­dação na categoria e doaram 300 quilos de alimentos.

PLR

Os trabalhadores na IGP aprovaram ontem em assem­bleia a proposta de Participa­ção nos Lucros e Resultados, a PLR, depois de duas rejeições.

A primeira parcela será paga em setembro e a segunda, em março do ano que vem.

“Conseguimos chegar a um entendimento com a fábrica. Parabéns aos companheiros pela unidade, que permitiu melhorar significativamente a proposta”, afirmou o coorde­nador de área e CSE na IGP, Antônio Claudiano da Silva, o Da Lua.

A primeira rejeição foi em assembleia no dia 15 de maio. A proposta apresentada pela IGP era igual a do ano anterior, sendo que houve mais produ­ção e contratações. Na segunda assembleia, em 25 de maio, os companheiros rejeitaram a proposta, que ficou aquém das expectativas, e aprovaram a entrega do aviso de greve.

Da Redação. 

00
comentários para esta matériaCOMENTAR
Sindicato dos Metalúrgicos do ABC
Rua João Basso, 231 - CEP 09721-100
Centro - São Bernardo do Campo/SP
TRIBUNA METALÚRGICA


VEJA TODAS AS EDIÇÕES
Buscar por Nº: