PESQUISA / SUGESTÕES
RECEBA INFORMAÇÕES
28 de Junho de 2018 | Notícias

Inflação baixa X custo de vida alto

Nas fábricas da base, a pergunta frequente dos trabalhadores é o motivo de a inflação estar tão baixa e a percepção ser de alta no custo de vida.

Enquanto isso, Temer tem comemorado a inflação no País.

“O trabalhador não se conforma com o índice de inflação muito baixo porque quando ele vai às compras percebe que está pagando mais por menos produtos. É o reflexo de uma política econômica equivocada deste governo ilegítimo que tanto tem prejudicado os trabalhadores”, afirmou o diretor executivo dos Metalúrgicos do ABC, responsável por políticas industriais, Wellington Messias Damasceno.

Nos últimos 12 meses, o acumulado da inflação ficou em 2,86%, abaixo do centro da meta, que é de 4,5%, estipulada pelo Conselho Monetário Nacional, formado pelos ministros da Fazenda, do Planejamento e o presidente do Banco Central. A margem de tolerância é de 1,5 para cima ou para baixo, ou seja, o piso da meta é 3% e o teto, 6%.

O coordenador de educação e comunicação do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos, o Dieese, Fausto Augusto Junior, ressaltou que é preciso ter cuidado com a deflação.

“A inflação alta faz com que o dinheiro perca o valor muito rapidamente, mas a inflação muito baixa pode virar deflação. É mau sinal, mostra uma economia deprimida. A falta de consumo puxa a inflação para baixo”, explicou.

“Se não tem consumo, isso tem impacto direto na produção, aumenta o desemprego e diminui a renda do trabalhador”, alertou Wellington.

A inflação é calculada com base nos preços de mais de 450 produtos subdivididos em nove grupos, cada um com pesos específicos. (Confira nas tabelas ao lado os 10 produtos com mais e menos variação no mês).

Os combustíveis e o gás de cozinha, por exemplo, que estão no subgrupo dos transportes, mesmo que tenham tido constantes altas nos preços e pesem para o trabalhador, representam menos na composição final do índice de inflação.

A subseção do Dieese do Sindicato explica os principais índices de preços abaixo e na coluna “Desvendando a inflação”. 

 

Da redação

00
comentários para esta matériaCOMENTAR
Sindicato dos Metalúrgicos do ABC
Rua João Basso, 231 - CEP 09721-100
Centro - São Bernardo do Campo/SP
TRIBUNA METALÚRGICA


VEJA TODAS AS EDIÇÕES
Buscar por Nº: