PESQUISA / SUGESTÕES
RECEBA INFORMAÇÕES
12 de Julho de 2018 | Notícias

Sindicato participa da organização do Dia do Basta de ataques

Fotos: Edu Guimarães

Os Metalúrgicos do ABC participaram ontem de reunião da CUT e das centrais sindicais CSB, CSPConlutas, CTB, Força Sindical, Intersindical, Nova Central e UGT, na sede do Dieese, em São Paulo. Os dirigentes discutiram as estratégias para o Dia Nacional do Basta, que será realizado em 10 de agosto em todo o País contra a retirada de direitos.

Em São Paulo, os dirigentes definiram o ato unificado às 10h, em frente à Fiesp, na Av. Paulista, símbolo dos patrões que apoiaram o golpe e a prisão política do ex-presidente Lula.

“Este não é o Brasil que a gente quer. O Brasil que a gente quer a gente vai construir nas ruas”, convocou o secretário-geral da CUT, Sérgio Nobre.

O dirigente explicou a conjuntura de ataques e a necessidade de organizar a classe trabalhadora em defesa dos empregos, dos direitos e do desenvolvimento do Brasil.

“O País passa por ameaças de privatização de empresas públicas importantes e estratégicas para o futuro do Brasil, como a Embraer, Eletrobras, Petrobras, Caixa Econômica e Banco do Brasil. Está em curso o desmonte da organização sindical e da legislação trabalhista. O desemprego já atinge 28 milhões de brasileiros e vem crescendo”, enumerou.

“Os empresários estão liderando esse movimento de concretizar a reforma Trabalhista, que nós não queremos. Não podemos entrar em um momento de eleições sem colocar a nossa posição contrária as reformas. Não vamos aceitar retirada de direitos”, ressaltou.

Também ficou definido que haverá paralisações nos locais de trabalho. O secretário-geral dos Metalúrgicos do ABC, Aroaldo Oliveira da Silva, ressaltou a importância da unidade dos trabalhadores.

“É de extrema importância que o movimento sindical, junto, dê o tom e o recado da luta contra todo o desmonte que está acontecendo. A Fiesp é o símbolo de tudo de ruim que aconteceu desde o golpe. Temos propostas alternativas para o País”, explicou.

“Na região, vamos debater com as entidades e movimentos sociais a organização do Dia do Basta, parar as fábricas, comércio, transporte, serviço público. Vamos fazer uma grande mobilização na base, no ABC e em São Paulo”, chamou.

As centrais sindicais lançaram no dia 6 de junho o documento conjunto “Agenda Prioritária da Classe Trabalhadora” com 22 propostas para o desenvolvimento do Brasil, que incluem itens em defesa do emprego, democracia, soberania e desenvolvimento com justiça social. Na ocasião, já ficou definida a mobilização nacional no dia 10 de agosto.

Desde o seu lançamento, a Agenda Prioritária está sendo apresentada aos trabalhadores nas fábricas, entidades da sociedade, aos candidatos à Presidência da República com compromisso democrático, ao Congresso Nacional e a líderes de partidos.

 Da redação

00
comentários para esta matériaCOMENTAR
Sindicato dos Metalúrgicos do ABC
Rua João Basso, 231 - CEP 09721-100
Centro - São Bernardo do Campo/SP
TRIBUNA METALÚRGICA


VEJA TODAS AS EDIÇÕES
Buscar por Nº: