PESQUISA / SUGESTÕES
RECEBA INFORMAÇÕES
12 de Setembro de 2018 | Notícias

Em carta, Lula anuncia Haddad como candidato à presidência

Foto: Ricardo Stuckert

Em Carta de Lula ao Povo Brasilei­ro lida ontem, em frente à sede da Su­perintendência da Polícia Federal, em Curitiba, Fernando Haddad (PT) foi anunciado o candidato à presidência da República na chapa da Coligação Povo Feliz de Novo, com Manuela D’Ávila (PCdoB) candidata a vice.

Confira trechos da carta de Lula. A íntegra pode ser lida em lula.com.br.

“Vocês já devem saber que os tribunais proibi­ram minha candidatura a presidente da República. Na verdade, proibiram o povo brasileiro de votar livremente para mudar a triste realidade do país.

Há mais de cinco meses estou preso injustamen­te. Não cometi nenhum crime e fui condenado pela imprensa muito antes de ser julgado. Continuo desafiando os procura­dores da Lava Jato, o juiz Sérgio Moro e o TRF-4 a apresentarem uma única prova contra mim, pois não se pode condenar ninguém por crimes que não praticou, por dinheiro que não desviou, por atos indeterminados.

Minha condenação é uma farsa judicial, uma vingança política, sempre usando medidas de exce­ção contra mim. Eles não querem prender e interdi­tar apenas o cidadão Luiz Inácio Lula da Silva. Que­rem prender e interditar o projeto de Brasil que a maioria aprovou em qua­tro eleições consecutivas, e que só foi interrompido por um golpe contra uma presidenta legitimamente eleita, que não cometeu crime de responsabilidade, jogando o país no caos.

Fui incluído artificial­mente na Lei da Ficha Limpa para ser arbitra­riamente arrancado da disputa eleitoral, mas não deixarei que façam disto pretexto para aprisionar o futuro do Brasil.

É diante dessas cir­cunstâncias que tenho de tomar uma decisão, no prazo que foi imposto de forma arbitrária. Estou indicando ao PT e à Co­ligação “O Povo Feliz de Novo” a substituição da minha candidatura pela do companheiro Fernan­do Haddad, que até este momento desempenhou com extrema lealdade a posição de candidato a vice-presidente.

Haddad é o coorde­nador do nosso Plano de Governo para tirar o país da crise, recebendo con­tribuições de milhares de pessoas e discutindo cada ponto comigo. Ele será meu representante nessa ba­talha para retomarmos o rumo do desenvolvimento e da justiça social.

Se querem calar nossa voz e derrotar nosso proje­to para o País, estão muito enganados. Nós continua­mos vivos, no coração e na memória do povo. E o nos­so nome agora é Haddad.

A nossa lealdade, mi­nha, do Haddad e da Ma­nuela, é com o povo em primeiro lugar. É com os sonhos de quem quer viver outra vez num país em que todos tenham comida na mesa, em que haja empre­go, salário digno e proteção da lei para quem trabalha; em que as crianças tenham escola e os jovens tenham futuro; em que as famílias possam comprar o carro, a casa e continuar sonhando e realizando cada vez mais. Um país em que todos tenham oportunidades e ninguém tenha privilégios.

Eu sei que um dia a verdadeira Justiça será feita e será reconhecida minha inocência. E nesse dia eu estarei junto com o Haddad para fazer o governo do povo e da esperança. Nós todos es­taremos lá, juntos, para fazer o Brasil feliz de novo.

Nós já somos milhões de Lulas e, de hoje em diante, Fernando Haddad será Lula para milhões de brasileiros.”

00
comentários para esta matériaCOMENTAR
Sindicato dos Metalúrgicos do ABC
Rua João Basso, 231 - CEP 09721-100
Centro - São Bernardo do Campo/SP
TRIBUNA METALÚRGICA


VEJA TODAS AS EDIÇÕES
Buscar por Nº: