PESQUISA / SUGESTÕES
RECEBA INFORMAÇÕES
2 de Outubro de 2018 | Notícias

Metalúrgicos estão mobilizados para a assembleia amanhã

 

Fotos: Adonis Guerra

Os metalúrgicos do ABC estão convocados para a Assembleia Geral de Campanha Salarial amanhã, às 18h, na Regional Diadema do Sindicato

Em assembleias ontem na Otis e Toledo, em São Bernardo; na Udinese Assa Abloy, antiga Papaiz, em Diadema; e na Aperam, em Ribeirão Pires, os trabalhadores aprovaram a mobilização para a Assembleia Geral em defesa de reajuste salarial, aumento real e renovação das cláusulas sociais.

O diretor executivo do Sindicato, responsável por políticas industriais, Wellington Messias Damasceno, ressaltou nas assembleias de São Bernardo, que a semana é decisiva na Campanha Salarial e nas eleições.

“A luta é árdua para fechar as cláusulas econômicas e sociais e impedir a aplicação da reforma Trabalhista. E não adianta cobrar dos dirigentes avanços na Campanha Salarial, mas sair da fábrica e votar em quem defende abertamente retirar direitos. Inclusive tem candidato que quer acabar com 13º salário e adicional de férias”, afirmou.

O coordenador de São Bernardo, Genildo Dias Pereira, o Gaúcho, contou sobre as negociações da Federação Estadual dos Metalúrgicos da CUT, a FEM-CUT, com as bancadas patronais e que esta Campanha Salarial tem sido a mais difícil.

“Antes a ultratividade garantia a validade de um acordo até que saísse um novo. Agora, com o fim do acordo, todas as cláusulas sociais perdem a validade. Por isso, temos que fazer a luta agora em defesa dos direitos”, disse.

O coordenador da Regional Diadema, Claudionor Vieira do Nascimento, reforçou a importância da mobilização amanhã.

“Temos que mostrar aos patrões que estamos unidos em defesa das reivindicações que estão sendo feitas na mesa de negociação. Se não tiver acordo, os companheiros precisam se comprometer a fazer a luta que for preciso para que a gente possa resolver a Campanha Salarial”, convocou.

O coordenador da Regional Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra, Marcos Paulo Lourenço, o Marquinhos, também destacou os momentos decisivos nesta semana. 

“São dois momentos muito importantes para nós, a nossa assembleia e a eleição. Precisamos ter representantes no poder que nos ajudem, que votem a favor do trabalhador. A Campanha Salarial tem sido muito difícil justamente pelos deputados e senadores que estão eleitos e votam contra a gente, eles não merecem nosso voto”.

 

 

CSEs

“É importante que os companheiros e companheiras de Ribeirão Pires compareçam à assembleia para mostrar aos patrões que nossa categoria é unida e vai lutar pelo aumento real e pela renovação das cláusulas sociais”, João Alves Cordeiro Neto, CSE na Aperam

“O que acontece na política reflete nos assuntos internos na fábrica e na baixa na produção. Temos que prestar atenção em quem votou contra a gente e votar em quem vai revogar a reforma Trabalhista e não vai mexer na aposentadoria”, Edinaldo Raimundo Gomes de Sá, o Baianinho, CSE na Otis

“Este ano precisamos ter aumento real e sabemos que para chegar a essa conquista vai ter que ter luta. Esperamos ter um acordo sobre isso e também sobre a assinatura da Convenção, mas se não tiver acordo estamos mobilizados”, Márcia Maria de Paula Rego, CSE na Udinese Assa Abloy

“Esta semana temos várias decisões para tomar e temos que fazer a relação do que acontece no dia a dia com a política e a relação capital e trabalho. O que está em jogo são os postos de trabalho e os empregos de qualidade”, coordenador de área e CSE na Toledo, José Caitano Lima

00
comentários para esta matériaCOMENTAR
Sindicato dos Metalúrgicos do ABC
Rua João Basso, 231 - CEP 09721-100
Centro - São Bernardo do Campo/SP
TRIBUNA METALÚRGICA


VEJA TODAS AS EDIÇÕES
Buscar por Nº: