PESQUISA / SUGESTÕES
RECEBA INFORMAÇÕES
11 de Outubro de 2018 | Notícias

Parlamentares que traíram os trabalhadores não se reelegeram

Dos 310 deputados traidores dos trabalhadores, denunciados pela campanha da CUT #VotouNãoVolta, 143 não se reelegeram e não vão voltar para o Congresso Nacional nem para nenhum outro cargo.

São parlamentares que aprovaram medidas que tiraram direitos sociais e trabalhistas, como a reforma Trabalhista, terceirização irrestrita, PEC do congelamento dos investimentos por 20 anos e entrega do Pré-Sal aos estrangeiros.

Entre esses políticos estão:

Eunício Oliveira (MDB-CE)

Magno Malta (PR-ES)

Romero Jucá (MDB-RO)

Garibaldi Alves (MDB-RN)

Armando Monteiro (PTB-PE)

Ana Amélia (PP-RS)

Ronaldo Nogueira (MDB-RS)

Rogério Marinho (PSDB-RN)

Arthur Maia (DEM-BA)

Antônio Imbassahy (PSDB-BA)

Waldir Maranhão (PSDB-MA)

Mendonça Filho (DEM-PE)

Heráclito Fortes (DEM-PI)

Valdir Raupp (MDB-RO)

Carlos Magno (PP-RO)

Ricardo Ferraço (PSDB-ES)

Índio da Costa (PSD-RJ)

Yeda Crusius (PSDB-RS)

Darcísio Perondi (MDB-RS)

José Fogaça (MDB-RS)

Antonio Carlos Mendes Thame (PV-SP)

Beto Mansur (MDB-SP)

João Paulo Papa (PSDB-SP)

Jorge Tadeu Mudalen (DEM-SP)

Milton Monti (PR-SP)

Missionário José Olimpio (DEM-SP)

Nelson Marquezelli (PTB-SP)

Walter Ihoshi (PSD-SP)

00
comentários para esta matériaCOMENTAR
Sindicato dos Metalúrgicos do ABC
Rua João Basso, 231 - CEP 09721-100
Centro - São Bernardo do Campo/SP
TRIBUNA METALÚRGICA


VEJA TODAS AS EDIÇÕES
Buscar por Nº: