PESQUISA / SUGESTÕES
RECEBA INFORMAÇÕES
24 de Outubro de 2018 | Notícias

FEM-CUT continua pressionando patronal por reajuste

 

Fotos: Adonis Guerra

Os representantes da Federação Estadual do Metalúrgicos da CUT, FEM-CUT, continuam em negociação com as bancadas patronais, Estamparia, Fundição e G10, mas ainda não chegaram a um acordo que possa ser apresentado para apreciação dos trabalhadores.

O objetivo, conforme aprovado em assembleia da categoria na Regional Diadema no último dia 17, é conquistar os 5% de reajuste salarial mais a renovação cláusulas sociais, a exemplo dos grupos que já chegaram a um entendimento, G2, G3, G8, Sindratar e Sindicel.

Os dirigentes reforçam que é preciso que os companheiros continuem mobilizados e atentos às informações da Tribuna caso seja necessário realizar paralisações e fazer a greve, se os patrões não chegarem ao reajuste de 5%.

 

“Continuamos pressionando os patrões para conseguirmos um acordo digno. Independentemente do tamanho da fábrica, todos os companheiros merecem aumento real. Mas para alcançarmos isso todos precisam estar dispostos a fazer a luta”, destacou coordenador de São Bernardo, Genildo Dias Pereira, o Gaúcho.

O coordenador da Regional Diadema, Claudionor Vieira do Nascimento, lembrou que conquistas, ainda mais em um momento difícil como este, só se conseguem com luta e união.

“É nosso maior objetivo assinar um acordo em um ano difícil como este para toda a categoria e não vamos sossegar enquanto todos não tiverem aumento real. A mobilização continua”. 

No ABC aproximadamente 11 mil trabalhadores continuam sem acordo.

Da redação

 

00
comentários para esta matériaCOMENTAR
Sindicato dos Metalúrgicos do ABC
Rua João Basso, 231 - CEP 09721-100
Centro - São Bernardo do Campo/SP
TRIBUNA METALÚRGICA


VEJA TODAS AS EDIÇÕES
Buscar por Nº: