PESQUISA / SUGESTÕES
RECEBA INFORMAÇÕES
26 de Outubro de 2018 | Notícias

Fala Wagnão - Não permita isso de novo. Defenda suas liberdades

Cena do filme ´Batismo de Sangue´

Neste último texto antes do final das eleições, o presidente lembra que é preciso abusar da capacidade de refletir

Essa categoria sempre lutou por direitos, inclusive o do livre pensar e falar. Mas hoje, infelizmente não é isso que a gente vê nas ruas, nos grupos de WhatsApp, na família.  Institui-se neste país a cultura do ódio, em que por medo suprime-se o direito à palavra, à divergência, à contestação.

Não interessa a quem quer dominar um povo que esse discuta, reflita e analise, que tenha chance de ouvir o contraditório e partir daí formar sua opinião. Sem debate de ideias, vira a eleição dos memes das fake news. Com isso, uma boa parcela da população vai assinar um cheque em branco de alguém que não comparece a debates para dizer o que pensa e como pretende conduzir o futuro do Brasil.

Deus nos deu o direto de pensar, do censo crítico. O ser humano se diferencia do restante dos animais pela capacidade de avaliar situações e tomar decisões, não por instinto, mas por raciocínio.  Aí entra a nossa capacidade de avaliar a história. 

Nós Metalúrgicos do ABC, sempre nos interessamos por resolver coletivamente aquilo que é de interesse de toda a categoria, e o seu voto dia 28 vai refletir isso ou será o contrário a toda essa luta que fazemos juntos no dia a dia.

Luta essa que foi lembrada ao longo das últimas semanas neste espaço. A luta por direitos trabalhistas, pela valorização do salário mínimo, por incentivos para a cadeia produtiva brasileira, pelo direito de portar nossa carteira de trabalho azul apoiada na CLT e não a verde e amarela que retira nossos direitos garantidos na CLT, como propõem o candidato da extrema-direita.

E acima de tudo pelo direito a ter o direito de manifestação. Isso não nos pode ser tirado, sem ele não conseguimos mais nos manifestar contra a reforma da Previdência e tantos outros ataques.

Essa é uma decisão individual, mas de consequências coletivas. Exerçam o direto pelo qual muitas pessoas morreram para conquistar. Não se cale, não baixe a cabeça, não deixe de discutir, assuma o seu papel de cidadão. Não acredite apenas em imagens produzidas por um marqueteiro que talvez nem desse país seja e que tem outros interesses.

Nós temos que resistir no dia a dia, nós podemos fazer a nossa vida mais fácil ou mais difícil, temos essa chance, reflita, é a única coisa que eu peço a vocês é que usem e abusem do direito de pensar, de raciocinar.

Da Redação. 

00
comentários para esta matériaCOMENTAR
Sindicato dos Metalúrgicos do ABC
Rua João Basso, 231 - CEP 09721-100
Centro - São Bernardo do Campo/SP
TRIBUNA METALÚRGICA


VEJA TODAS AS EDIÇÕES
Buscar por Nº: