PESQUISA / SUGESTÕES
RECEBA INFORMAÇÕES
13 de Novembro de 2018 | Notícias

Dirigentes debatem energia e trabalho em curso na UFABC

Foto: Adonis Guerra

Os dirigentes do Sindicato participaram do curso de extensão “Energia, Trabalho e Relações Internacionais – O que está em jogo no Brasil e no mundo?”, na Universidade Federal do ABC, UFABC, em São Bernardo, dos dias 6 a 9.

As aulas foram ministradas por professores do curso de Relações Internacionais e por especialistas na área para aprofundar a discussão sobre os desafios de futuro e as preocupações sobre a entrega do Pré-Sal, venda das hidrelétricas e da água do país.

O curso foi promovido pela CUT e UFABC com apoio da Central Sindical das Américas, a CSA. Reuniu cerca de 40 trabalhadores de diferentes ramos, entre eles metalúrgicos, petroleiros, eletricitários, químicos, vestuário, além de entidades sociais, como o Movimento dos Atingidos por Barragens, o MAB.

O diretor executivo do Sindicato, responsável por políticas industriais, Wellington Messias Damasceno, ressaltou a importância da integração da sociedade e da organização dos trabalhadores para defender a energia e a soberania do Brasil.

“O que os grandes detentores do capital têm pensado para o Brasil não dialoga com a proteção das reservas naturais, tampouco com os trabalhadores ligados a essas atividades, como a indústria petrolífera”, explicou.

“Nós precisamos interferir nos processos, cobrar as políticas públicas do governo como aquele que deve organizar o setor, proteger os recursos naturais e os direitos dos trabalhadores”, prosseguiu Wellington.

O integrante da Comissão de Fábrica na Volks, André Loureiro Benevides, contou que a participação de diversos representantes ampliou o debate no curso.

“Por exemplo, tem empresário que fala em sustentabilidade e biocombustíveis, mas não fala do trabalho precário de quem corta a cana. Tem sindicato que briga por protetor solar como EPI para quem fica o dia todo no sol”, exemplificou. “Foi muito bom conhecer os pontos de vista diferentes, pensar em outras realidades para fortalecer a luta em defesa dos trabalhadores”, concluiu.

Também participaram do curso pelo Sindicato o secretário-geral, Aroaldo Oliveira da Silva, o coordenador da Regional Diadema, Claudionor Vieira do Nascimento, e o CSE na Toyota, Thiago dos Santos Oliveira, Thiaguinho.

A ideia é que o curso tenha continuidade para ampliar a integração entre trabalhadores, movimentos sociais e universidades das Américas.

Da Redação. 

00
comentários para esta matériaCOMENTAR
Sindicato dos Metalúrgicos do ABC
Rua João Basso, 231 - CEP 09721-100
Centro - São Bernardo do Campo/SP
TRIBUNA METALÚRGICA


VEJA TODAS AS EDIÇÕES
Buscar por Nº: