PESQUISA / SUGESTÕES
RECEBA INFORMAÇÕES
6 de Dezembro de 2018 | Notícias

Juventude, temos desafios a encarar

Juventude trabalhadora,

O Coletivo da Juventude Metalúrgica do ABC quer trocar uma ideia contigo.

Desde que a indústria moderna surgiu, sempre houve pontos de tensão entre os trabalhadores e os patrões. Com muito esforço e luta, os trabalhadores conseguiram se organizar e reivindicar direitos.

Se hoje podemos ter uma jornada de 8h diárias, se o trabalho infantil é proibido, essas coisas que hoje, para nós, em pleno século XXI são básicas, anteriormente não eram. E fomos nós trabalhadores que lutamos para conquistar esses direitos.

Além da retirada de direitos que estamos vivenciando, que pode se aprofundar no próximo governo, temos desafios enormes sobre o futuro do trabalho e dos trabalhadores. Se isso já não fosse complicado o suficiente, ainda estamos passando por uma importante fase de transição com a chegada da indústria 4.0 e as novas tecnologias.

No século passado, a modernização da indústria nos deu uma suposta voz, mas também capturou parte da nossa identidade enquanto classe trabalhadora, fazendo com que alguns colegas deixassem de compreender a importância de se organizarem.

Assim como essa modernização foi uma mudança na forma de organização fabril, a indústria 4.0 amplia ainda mais as mudanças no modo de produção. E, como sempre, os trabalhadores são descartados a cada reestruturação.

Esse é o tamanho do nosso desafio hoje, entender quais serão os impactos dessa reestruturação sob um governo que não quer abrir espaço para a nossa pauta.

É preciso dizer a você, jovem trabalhador e jovem trabalhadora, que esse desafio é nosso. Cabe a nós, como classe, refletir sobre as mudanças, e como vamos nos organizar para que os trabalhadores tenham voz nos próximos anos.

Nesse sentido, o Coletivo de Juventude se coloca à disposição para te ouvir. Resistência será uma palavra muito usada, mas para que não seja passiva, vamos juntos construí-la.

Coletivo participa da 8ª Semana do Trabalho na Escola do Dieese

Foto: Adonis Guerra

Entre os dias 26 e 30 de novembro os integrantes do Coletivo participaram da 8ª Semana do Trabalho na Escola do Dieese, em São Paulo. O tema deste ano, “Diálogos sobre juventudes brasileiras” foi discutido com os participantes por professores universitários, pesquisadores e ativistas.

O coordenador da Juventude Metalúrgica do ABC, Leonardo Farabotti, Léo, contou que o evento apresentou pesquisas de estudantes como base em uma leitura crítica da realidade, permitiu a troca de conhecimentos sobre iniciativas inovadoras para construir um panorama sobre a atuação da juventude em diferentes contextos sociais e o debate sobre formas de engajamento na sociedade.

“Discutimos, entre outras coisas, a questão da disputa pela subjetividade do indivíduo que começou em junho de 2013 com o advento das redes sociais. Percebemos a necessidade de organização fora dos centros, a importância de se descentralizar. Trazendo para nossa realidade, podemos dizer que precisamos ir até o trabalhador”, destacou

 Da redação

00
comentários para esta matériaCOMENTAR
Sindicato dos Metalúrgicos do ABC
Rua João Basso, 231 - CEP 09721-100
Centro - São Bernardo do Campo/SP
TRIBUNA METALÚRGICA


VEJA TODAS AS EDIÇÕES
Buscar por Nº: