PESQUISA / SUGESTÕES
RECEBA INFORMAÇÕES
25 de Abril de 2019 | Notícias

Debate: o ABCD da Indústria 4.0

Tem quem ache que a Indústria 4.0 está em um futuro distante, mas seus elementos estão cada vez mais próximos do dia a dia do trabalhador.

A Tribuna aborda nesta semana os principais tópicos desta nova revolução industrial para embasar a discussão que será realizada no sábado, às 9h, na Sede.

Os debatedores serão o professor da Poli-USP, Mário Sérgio Salerno, e o diretor executivo dos Metalúrgicos do ABC, Wellington Messias Damasceno.

Simulação

Utilizada em plantas industriais para análise de dados em tempo real, espelhando o mundo físico em um modelo virtual. Aperfeiçoa as configurações de máquinas ao testar o novo produto na linha de produção virtual antes de qualquer mudança real, otimiza recursos, reduz custos com falhas, melhora a performance e o tempo do projeto.

Inteligência artificial

Comanda todo o processo e utiliza os dados coletados para prever problemas futuros, aprender com as atividades realizadas e aprimorar suas habilidades. Ela permite a tomada de decisões sem a intervenção humana. Na Indústria 4.0, vai colaborar para tornar as fábricas mais autônomas e produtivas.

Realidade aumentada

Tecnologia que permite simular tarefas e cenários, com interação entre o mundo real e virtual. Torna o ambiente inteligente, em uma nova dimensão na maneira de executar tarefas por meio de um dispositivo de visualização: celular, tablet ou óculos especiais. Melhora a gestão, a operação de máquinas e os procedimentos de trabalho com visão do passo a passo e comandos para um reparo.

Cibersegurança

Ao conectar todas as áreas e redes, é fundamental que as empresas possuam sistemas robustos de segurança digital, para proteger as informações e evitar possíveis ameaças e falhas que possam causar transtornos na produção ou furto de dados. Implementa sistemas antecipatórios, adicionando uma camada de previsão e prevenção a problemas. 

Impactos

Empresas como bancos e operadoras têm trabalhado com a Inteligência Artificial para atendimento virtual e telefônico dos clientes. Com isso, as empresas têm economizado com a eliminação de trabalhadores em call center para atendimento e gerentes em tomadas de decisão quanto às solicitações e reclamações. 

Com a simulação, as empresas têm conseguido reduzir o número de trabalhadores engenheiros e projetistas, uma vez que se fazem poucos testes práticos supervisionados.

Com a realidade aumentada, os próprios operadores estão realizando manutenções em máquinas e processos através de orientações que recebem via óculos de interação. Nesse aspecto, os operadores realizam atividades próprias de manutencistas sem a devida remuneração.

Quer saber mais?

Participe do debate!

Haverá certificação. Mande suas perguntas antecipadamente para o whatsapp (11) 9 7407-3791.

00
comentários para esta matériaCOMENTAR
Sindicato dos Metalúrgicos do ABC
Rua João Basso, 231 - CEP 09721-100
Centro - São Bernardo do Campo/SP
TRIBUNA METALÚRGICA


VEJA TODAS AS EDIÇÕES
Buscar por Nº: