PESQUISA / SUGESTÕES
RECEBA INFORMAÇÕES
4 de Junho de 2019 | Notícias

Representantes compartilham histórias de luta em Encontro de gerações na Mercedes

Atividade integra as comemorações dos 60 anos do Sindicato

Fotos: Adonis Guerra

O encontro de gerações da representação na Mercedes “Experiências e histórias vivas”, reuniu no último sábado, 1º, na Sede, desde trabalhadores que ingressaram na fábrica e na luta na década de 1960 até os mais jovens que iniciaram sua jornada na montadora e no Sindicato nos anos 2000. A atividade integra as comemorações dos 60 anos do Sindicato.

Os representantes falaram sobre suas lutas nas diferentes conjunturas de cada período. Entre elas, a greve pelo 13º salário, a conquista da Comissão de Fábrica, reestruturação produtiva e os avanços durante o governo Lula. As falas foram intermediadas pelo ex-trabalhador na Mercedes e ex-diretor do Sindicato, Tarcísio Secoli.

“Este Sindicato, com toda importância que tem sua categoria, construiu, não só a história da região, mas a história do Brasil. Principalmente neste momento, precisamos relembrar essa história. A importância desse encontro é fazermos uma reflexão sobre tudo o que fizemos nesses anos e assim conseguir melhor organizar o futuro”, destacou o secretário-geral dos Metalúrgicos do ABC, Aroaldo Oliveira da Silva.

O coordenador do CSE na Mercedes, Ângelo Máximo de Oliveira Pinho, o Max, reforçou a importância de fazer o resgate histórico para nortear as lutas que virão. “O encontro acontece em um momento muito propício, quando o mundo vive uma transformação social, política e econômica e o Brasil está inserido nesse processo. Precisamos pensar qual o próximo passo da classe trabalhadora, do movimento sindical, do nosso processo de organização e como superar o que está acontecendo agora”.

O secretário de Relações Internacionais da CNM/CUT, Maicon Michel Vasconcelos da Silva, destacou um dos principais desafios e a importância das articulações com sindicalistas de outros países. “Um dos grandes saberes do sindicalismo hoje é internacionalizar a luta. Hoje todos estão discutindo Indústria 4.0, mas nós já discutíamos isso em 2013 por conta do internacionalismo. Essa interação é muito importante para resistir aos ataques que estamos vivendo no Brasil”.

“A minha geração e as gerações que fundaram este Sindicato têm responsabilidade na formação dos mais jovens para a continuidade da luta”, Derly José de Carvalho, em 1962

“Foi muito gratificante ver que tudo que construímos naquela época tem continuidade até hoje. Nosso trabalho em defesa dos trabalhadores continua firme e forte”, Francisco Ribeiro Palma, o Chico Palma, de 1968 a 1985

“O encontro de gerações é muito importante porque a classe trabalhadora no Brasil tem história, mas não tem memória. Hoje realizamos um resgate das histórias para consolidar nossas memórias”, Djalma Bom, de 1963 a 1980

“O encontro proporcionou a reflexão de que a luta da classe trabalhadora é muito dinâmica e temos que continuar usando nossa estratégia para mudar a sociedade para uma mais justa e igualitária”, Ildo Soares de Souza, de 1981 a 2006

“A experiência de vida de cada trabalhador precisa ser registrada e usada de exemplo. Essa atividade de hoje é um momento de reflexão sobre nossas vivências na fábrica”, Adi do Santos Lima, de 1978 até os dias atuais

“Nesses 60 anos os trabalhadores tiveram diversas conquistas e é fundamental que os companheiros conheçam estas histórias”, Josimar Alves Bezerra, o Banana, de 1981 a 1990

“Esse encontro é importante porque quando a gente para e contesta o que está acontecendo hoje as respostas estão no passado. Essa luta não para, ela é incessante”, Moisés Selerges, diretor do Sindicato, na Mercedes desde 1985 até os dias atuais

“Muitos jovens dentro da fábrica não conhecem a história e como chegamos até aqui. O encontro é fundamental para melhorarmos, aprendermos, não cometermos os mesmos erros e principalmente passar o conhecimento adiante”, Kleber Ferreira Nunes, desde 2004 até os dias atuais

00
comentários para esta matériaCOMENTAR
Sindicato dos Metalúrgicos do ABC
Rua João Basso, 231 - CEP 09721-100
Centro - São Bernardo do Campo/SP
TRIBUNA METALÚRGICA


VEJA TODAS AS EDIÇÕES
Buscar por Nº: