PESQUISA / SUGESTÕES
RECEBA INFORMAÇÕES
13 de Junho de 2019 | Notícias

O que a deforma representa na vida dos trabalhadores

• Além da aposentadoria, a proposta mexe com todo o Sistema de Seguridade Social: é o auxílio doença, o seguro de acidente de trabalho, a licença maternidade, a saúde (SUS) e a assistência social.

• Acaba com a aposentadoria por tempo de contribuição.

• Institui idade mínima de 65 anos para homens e 62 anos para mulheres. E não para por ai. A cada 4 anos, se a expectativa de vida melhorar, aumenta um ano da idade mínima. Vai para 66, 67, 68 anos...

• Em todos os cenários diminui muito o valor do benefício. A conta passará a ser de 100% da média das contribuições. Hoje são descartadas as 20% menores, aqueles salários baixos de início de carreira.

• Aumenta o tempo mínimo de contribuição de 15 para 20 anos.

• Na prática acaba com a aposentadoria especial. A proposta mantém os 25 anos de contribuição comprovados por PPP, mas inclui a soma de idade + tempo de contribuição.

Por exemplo, quem começou a trabalhar aos 20 anos de idade, com 25 anos exposto a agentes nocivos, o trabalhador consegue a especial aos 45 anos de idade com valor integral. Com a reforma, será preciso somar 86 pontos (idade + tempo de contribuição), ou seja, só se aposentará com 61 anos de idade pela especial. Esses pontos aumentam a cada ano até chegar a 99 pontos em 2032.

• Privatização da previdência. Cada trabalhador será obrigado a ter uma ‘poupança’ que será sua aposentadoria. E tudo sozinho, já que não terá a parte do governo nem da empresa, como é hoje. O sistema já levou aposentados à miséria onde foi implantado, já que o dinheiro acaba.

00
comentários para esta matériaCOMENTAR
Sindicato dos Metalúrgicos do ABC
Rua João Basso, 231 - CEP 09721-100
Centro - São Bernardo do Campo/SP
TRIBUNA METALÚRGICA


VEJA TODAS AS EDIÇÕES
Buscar por Nº: